tableaupublic            

"Uma porta aberta para 

um Universo de Informação Estatística"

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Estatísticas da Justiça

Justiça

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

No 1.º trimestre de 2020

Comercialização de vinho generoso “Madeira” caiu em quantidade em termos homólogos, mas aumentou em valor, apesar das quebras em março nos mercados do continente europeu

Os dados provenientes do IVBAM, I.P. mostram que a comercialização de vinho generoso “Madeira” rondou os 648 mil litros no 1.º trimestre de 2020, o que se traduziu em receitas de primeira venda de 3,9 milhões de euros. Comparativamente ao período homólogo, registou-se uma diminuição de 1,7% na quantidade e um aumento de 12,5% no valor.

Em termos homólogos, as exportações para os países da União Europeia caíram 6,5% em volume e 5,2% em valor, contrariamente ao que sucedeu no caso dos países terceiros para os quais as vendas cresceram 8,2% em quantidade e 38,3% em receitas de primeira venda. As vendas de vinho “Madeira” realizadas no conjunto do território nacional aumentaram tanto em volume (+3,9%) como em valor (+15,3%).

A nível mundial, a situação generalizada de imposição de medidas restritivas para controlo da pandemia do COVID-19, com particular incidência na segunda metade do mês de março, penalizou em particular a comercialização de vinho generoso “Madeira” no mercado comunitário. Decompondo as variações homólogas por mês, verifica-se que no mês de março, este mercado recuou 63,8% nas quantidades e 53,0% em valor. Porém, o bom desempenho de alguns mercados externos, particularmente dos EUA e do Japão, amenizou a quebra nas quantidades em termos dos valores globais do mês (-32,2%) e inverteu a redução no valor, verificando-se inclusive um crescimento de 6,1%.

Retomando a análise do trimestre em referência, e por comparação com o mesmo período de 2019, é de realçar o crescimento nas vendas para a China (+517,3% nas quantidades e +1499,8% em valor), Bélgica (+189,6% em volume e +92,2% em receitas de primeira venda) e para o mercado suíço (+96,7% nas quantidades e +93,4% em valor). Em sentido contrário, destaque para as reduções de vendas verificadas nos mercados holandês (-76,7% em quantidade e -61,8% em valor), britânico (-62,5% em volume e -56,2% nas receitas de primeira venda) e alemão (-6,5% em quantidade e -2,8% em valor). Refira-se que março foi particularmente penalizador nos resultados dos mercados alemão (-97,9% nas quantidades e -96,3% em valor) e francês (-66,9% em volume e -74,5% em valor).

Ainda relativamente ao 1.º trimestre do ano, nos dois mercados externos que geraram maior retorno financeiro nas vendas de Vinho Madeira – França e EUA – as variações foram de -5,5% e de +26,6%, respetivamente. No caso do mercado francês, como já referido atrás, este recuo é explicado pela forte quebra em março, pois as vendas até fevereiro aumentaram 40,5% em valor. Os montantes transacionados de vinho “Madeira” nestes mercados foram de 555,9 mil euros no primeiro caso e 515,7 mil euros no segundo. Por sua vez, as vendas no mercado regional aumentaram 5,6% em volume e 19,0% em valor.

comvinho 1t20 pt

Em 2019, o engarrafamento de bebidas espirituosas, de vinho com DO Madeirense e de vinho IG “Terras Madeirenses» caiu em volume

As bebidas espirituosas produzidas e engarrafadas na RAM totalizaram em 2019 os 872,7 milhares de litros, observando-se um decréscimo de 1,2% face ao ano precedente, impulsionado pela redução de 3,4% registada nos licores. O valor correspondente àquela quantidade cifrou-se em 4,5 milhões de euros, +3,2% que em 2018. Em termos de quantidades, o “Rum da Madeira” representava 59,8% do total, enquanto os licores concentravam 39,2%.

Em 2019, a comercialização de bebidas espirituosas produzidas na RAM ascendeu aos 994,3 mil litros, significando 5,8 milhões de euros em receitas de primeira venda. 87,0% do valor de vendas realizou-se na Região. Nos mercados externos, destaca-se a França para onde se exportou “Rum da Madeira” no valor de 244,2 mil euros (4,2% do total).

Relativamente ao engarrafamento do vinho com Denominação de Origem (DO) «Madeirense» o mesmo atingiu em 2019, uma quantidade de 79,1 milhares de litros, traduzindo um valor de 704,4 mil euros. Face a 2018, observaram-se reduções de 20,9% nas quantidades de 24,6% no valor. Por sua vez, no vinho com Indicação Geográfica (IG) «Terras Madeirenses» registou-se também um decréscimo na quantidade engarrafada (-32,3%) e no valor gerado (-26,0%), sendo que o engarrafamento deste tipo de vinho em 2019 ficou pelos 20,3 milhares de litros, ao qual equivaleram 141,6 mil euros.

Em termos de comercialização destes vinhos, o mercado regional concentrou 82,1% do valor de primeira venda e o mercado continental 13,2%. Os EUA foram o principal mercado externo (3,1%). De notar que o vinho IG “Terras Madeirenses” foi apenas comercializado na Região.

Para mais informação aceda a:

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top