Referente ao ano de 2014

DREM divulga a publicação das Estatísticas do Comércio Internacional

A DREM disponibiliza hoje a publicação anual das “Estatísticas do Comércio Internacional” que inclui os resultados provisórios relativos ao ano de 2014. Para permitir comparações interanuais, os quadros contemplam também os resultados definitivos de 2012 e 2013.

Nesta publicação do Comércio Internacional de Bens, é apresentada informação regional sobre as trocas comerciais de bens com a União Europeia e os Países Terceiros, a partir dos dados declarados pelas empresas com sede na Região.

Foi incluída informação sobre a exportação e importação (em ambos os casos desagregada em intra e extra-comunitária) por:

- Grupo de produtos

- Secção e capítulo da Nomenclatura Combinada (NC)

- Classificação por Grandes Categorias Económicas (CGCE)

- Classificação de Produtos por Atividades (CPA)

- Classificação das Atividades Económicas (CAE-Rev.3)

- Ranking dos principais países com os quais a RAM faz trocas comerciais

- Ranking dos principais grupos de produtos transacionados.

Análise dos principais resultados

De acordo com os dados provisórios de 2014 relativos ao Comércio Internacional de bens, aquele ano fica assinalado como o primeiro no período autonómico em que se registou um excedente no saldo comercial das transações de bens. Este excedente, que ascendeu aos 2,1 milhões de euros, sucede ao défice de 26,5 milhões de euros observado em 2013. O saldo positivo na Balança Comercial com o estrangeiro em 2014 é justificado pelo excedente gerado pelas empresas registadas no Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), que atingiu os 55,3 milhões de euros. De frisar que 79,0% das exportações e 35,0% das importações foram realizadas por empresas sedeadas no CINM.

A análise por tipo de fluxo mostra que quer as exportações (+48,1%) quer as importações (+10,5%) registaram um aumento em 2014, mais expressivo no primeiro caso do que no segundo, resultando na melhoria do saldo da balança comercial de bens acima mencionada. Em termos globais, as exportações superaram os 123,7 milhões de euros, enquanto as importações rondaram os 121,6 milhões de euros, traduzindo uma taxa de cobertura das importações pelas exportações de 101,7% (75,9% em 2013).

O aumento das exportações foi essencialmente determinado pelas transações comerciais de bens com os países Extra-UE, que passaram de 63,2 milhões de euros em 2013 para 98,5 milhões de euros em 2014. As exportações para países Intra-UE rondaram os 25,3 milhões de euros em 2014, valor acima dos 20,3 milhões de euros contabilizados em 2013.

Tal como no caso das exportações, o acréscimo nas importações de bens foi igualmente transversal aos dois tipos de comércio, o Intra e o Extracomunitário. No primeiro caso, as importações atingiram os 99,8 milhões de euros no ano de 2014, 2,9 milhões de euros acima do contabilizado no ano precedente. Por sua vez, as aquisições feitas a países Extra-UE, aumentaram de 13,1 milhões de euros em 2013 para 21,8 milhões de euros em 2014.

Para mais informação aceda a: