INE divulga dados finais das Contas Regionais para 2015 e informação provisória de 2016

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou hoje os resultados das Contas Regionais para os anos de 2015 (finais) e 2016 (provisórios).

A informação final para o ano de 2015 revela que o PIB regional atingiu os 4 237,1 milhões de euros, tendo subido 1,6% em termos reais (ou seja excluindo o efeito da variação de preços) face ao ano anterior. A informação final mostra assim que a economia da RAM teve um crescimento menos robusto que o observado a nível nacional (+1,8%). Refira-se ainda que, excluindo as empresas que operam a partir do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), o PIB da RAM teria crescido 2,0%, ligeiramente acima da média nacional. Os resultados finais de 2015 vêm igualmente confirmar que a economia madeirense entrou efetivamente num ciclo de crescimento positivo, iniciado em 2014, depois de três anos de recuo económico.

Sublinhe-se que a incorporação de informação de caráter final conduziu a uma importante revisão do PIB de 2015 da Região face à informação provisória divulgada no ano passado pelo INE, que colocou a economia da RAM a decrescer 0,1%.

A informação provisória para 2016 mostra que o PIB regional para este ano foi estimado em 4 353,4 milhões de euros, tendo, face ao ano anterior, aumentado 2,7% em valor e 0,9% em volume. A variação real e nominal do PIB da RAM ficou, de acordo com esta informação provisória (e que só passará a final daqui por um ano), abaixo do observado para o país, quer em termos nominais quer em termos reais, pois a variação do PIB em valor e volume a nível nacional fixou-se em 3,0% e 1,5%, respetivamente.

De referir que o investimento realizado na RAM fixou-se em 2015 nos 546,1 milhões de euros, recuando 3,0% face ao ano anterior, sendo esta evolução contrária à do resto do país (+7,1%), em grande medida como resultado do decréscimo do investimento do ramo da “Administração pública, defesa, saúde e educação” (-12,8%). Recorde-se que em 2015 ainda estava em vigor o Programa de Ajustamento Económico-Financeiro da Região.

O PIB por habitante, na RAM, em 2016, rondou os 17,0 milhares de euros. No país, este rácio foi de 17,9 mil euros.

Para aquele ano, os índices de disparidade do PIB per capita face à média nacional (PT=100) e face à média da União Europeia (UE28=100) foram de 95,0 e de 73,4, respetivamente.

Para mais informação aceda a: