No 1.º trimestre de 2021

Agregado dos levantamentos e das compras através de terminais de pagamento automático da rede Multibanco na Região registou quebra inferior à média nacional

Os dados fornecidos pela Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS) para a RAM, referentes ao 1.º trimestre de 2021, mostram que os montantes relativos às duas principais operações da rede Multibanco (levantamentos e compras através de terminais de pagamento automático), considerados no seu conjunto, rondaram os 359,8 milhões de euros, significando um decréscimo de 8,6% comparativamente ao período homólogo.

O decréscimo registado foi maioritariamente impulsionado pelas operações com cartões internacionais, como resultado da forte redução de turistas estrangeiros na Região. Assim, no trimestre em referência, registou-se uma quebra de 54,2% nas compras através de terminais de pagamento automáticos (TPA) realizadas com cartões internacionais bem como uma redução nos levantamentos internacionais de 44,6%. No seu conjunto, os montantes movimentados com cartões internacionais reduziram-se em 52,3% em termos homólogos.

Os movimentos com cartões nacionais observaram um decréscimo de apenas 0,7%, condicionado pela diminuição de 4,8% nos levantamentos, já que as compras através de TPA cresceram 2,4%.  

Entre o 1.º trimestre de 2021 e igual período de 2020, os levantamentos reduziram-se em 7,9%, as compras através de TPA caíram 9,0% e os pagamentos diminuíram 7,3%.

A nível nacional, os montantes movimentados nas operações em análise da rede Multibanco apresentaram uma tendência semelhante, embora com quebras mais pronunciadas. Nos levantamentos e nas compras através de TPA, a quebra foi de 15,3%, em ambos os casos, enquanto o decréscimo nos pagamentos se fixou em 4,1%. A variação homóloga dos levantamentos agregados às compras através de TPA no país foi de -15,3%.

Operacoes Multibanco PT

A análise dos dados por município mostra que as quebras mais significativas nos levantamentos agregados às compras através de TPA verificaram-se no Porto Moniz (-20,0%), no Funchal (-12,7%) e em Câmara de Lobos (-5,0%). Nos restantes municípios observaram-se acréscimos, destacando-se Santana (+7,4%) e Ribeira Brava (+3,2%).

Para mais informação aceda a: