tableaupublic            

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

DREM disponibiliza nova série retrospetiva de dados estatísticos sobre a Aprendizagem ao Longo da Vida na RAM

A Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM) disponibiliza no seu portal uma nova série retrospetiva, com os principais indicadores apurados no âmbito do Inquérito à Educação e Formação de Adultos (IEFA), realizado em todo o país, incluindo a Região Autónoma da Madeira (RAM), em 2007, 2011 e 2016.

Em 2016, 44,9% dos indivíduos com idade entre os 18 e os 64 anos participaram em pelo menos uma atividade de aprendizagem ao longo da vida (ALV), ou seja, aproximadamente metade da população adulta desenvolveu alguma atividade de educação formal e/ou não formal nos 12 meses anteriores à entrevista. Estes resultados evidenciam, por conseguinte, níveis de participação superiores aos de 2011 e 2007 em 0,7 pontos percentuais (p.p.) e 25,0 p.p., respetivamente. Ao longo do período em análise, a participação dos indivíduos do sexo feminino foi continuamente superior à dos indivíduos do sexo masculino, atingindo em 2016 proporções de 46,9% e 42,7%, respetivamente.

Considerando apenas a participação da população adulta em atividades de educação formal (11,3%), a evolução no período em análise não foi regular, apresentando em 2016 um acréscimo de 2.7 p.p. face a 2007, mas um decréscimo de 0,3 p.p. face a 2011.

Entre 2007 e 2011, a percentagem de adultos que participou em atividades de educação não formal registou uma evolução bastante positiva, passando de 13,9% em 2007, para 40,0% em 2011. Em 2016 desceu ligeiramente para 39,3%, quando comparada com 2011. Neste tipo de aprendizagem, e ao longo do período, o peso das mulheres manteve-se superior aos dos homens, sendo em 2016 de 42,0% e 36,5%, respetivamente.

Na participação em aprendizagem informal observaram-se aumentos significativos e bastante consistentes nos anos em estudo, passando de 23,4% em 2007, para 67,1% em 2011 e 86,1% em 2016. Nesta componente e em 2016 a participação dos homens (82,2%) foi ligeiramente inferior à das mulheres (89,6%).

Em 2016, 11,5% da população adulta em referência não participou em qualquer atividade de aprendizagem, seja formal, não formal ou informal, sendo esta percentagem nos homens igual a 15,0% e nas mulheres  8,4%. Ao longo dos 3 anos em análise, esta componente perdeu progressivamente peso, de forma expressiva: de 68,4% em 2007 para 26,0% em 2011 e 11,5% em 2016.

A proporção de adultos que tinha conhecimento de outras línguas, para além da língua materna, melhorou de forma contínua no período, passando de 44,2% em 2007, para 79,0% em 2016, sendo os resultados muito próximos entre mulheres (80,9%) e homens (77,1%).

IEFA 2016PT 

Para mais informação aceda a:

 

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top