tableaupublic            



Portal de Estatísticas Oficiais                     

Menu

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Estatísticas da Justiça

Justiça

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Em 2021

Vendas de alojamentos familiares na Região Autónoma da Madeira atingiram valor recorde

Nota introdutória

Com esta divulgação, a DREM apresenta as séries das Vendas de Alojamentos Familiares, trimestral e anual, revistas e ampliadas com novos indicadores, na sequência da disponibilização de informação adicional mais detalhada ao Instituto Nacional de Estatística (INE) pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), hoje divulgada por aquele instituto.

Esta informação adicional possibilita a disponibilização para a Região Autónoma da Madeira (RAM), de novos indicadores: o número e valor das transações de habitação, com desagregação por setor instrucional do comprador (famílias e restantes setores), com periodicidade trimestral (a partir do 1.º trimestre de 2019) e o domicílio fiscal do comprador (Território Nacional, União Europeia e Restantes Países), com periodicidade anual (a partir de 2019).

De referir ainda que esta informação adicional prestada ao INE pela AT conduziu à eliminação de registos redundantes de declarações de liquidação de Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT) e à consequente revisão em baixa do número e valor total das transações de habitações.

Importa ainda relembrar que esta informação é produzida a partir de dados administrativos fiscais do IMT e do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), fornecidos mensalmente pela AT ao INE, com base num protocolo de colaboração firmado entre estes dois organismos.

Análise de resultados

No ano de 2021, transacionaram-se 3 571 alojamentos familiares na RAM, o que representa um aumento de 32,0% face ao ano precedente. De referir que aquele valor é o mais elevado da série disponível, que tem início em 2009.

Do total de alojamentos vendidos, 2 923 diziam respeito a alojamentos existentes (81,9% do total), sendo os restantes 648 (18,1%) alojamentos novos. De referir que os dois segmentos tiveram ambos variações positivas face a 2020: +11,5% nos existentes; +37,6% nos alojamentos novos.

O valor dos alojamentos transacionados em 2021 ascendeu aos 611,4 milhões de euros, +49,0% que no ano anterior. Este valor representa o novo máximo da série, superando o anterior (410,2 milhões de euros), registado em 2020. Nos alojamentos novos, o valor das vendas ultrapassou os 151,2 milhões de euros, enquanto o relativo aos alojamentos existentes atingiu os 460,1 milhões de euros, representando aumentos face a 2020 de 26,4% e 58,4%, respetivamente.

Alojamentos familiares PT

No conjunto do País, foram transacionados 165,7 mil alojamentos em 2021, significando um aumento de 20,5% face ao ano precedente. Estas transações geraram 28,1 mil milhões de euros, +31,1% que em 2020. 

Em 2021, as transações de habitações, cujo comprador pertencia ao sector institucional das famílias, representavam 84,3% em número e valor do total das transações registadas na RAM, peso ligeiramente abaixo do observado em 2020 (88,4% e 89,2%, pela mesma ordem). Neste ano e neste setor, registaram-se 3 012 transações, equivalentes a 515,6 milhões de euros, que representam, em relação a 2020, aumentos de 41,0% e 25,9%, respetivamente. Ao nível do País, o peso das aquisições de habitações efetuadas pelas famílias representava, neste ano, 85,6% (número) e 85,7% (valor) do total nacional.

Entre 2019 e 2021, o valor das vendas de habitações na RAM cujo comprador apresentava o território nacional como domicílio fiscal atingiu os 1 309,8 milhões de euros (92,8% do total), seguindo-se a União Europeia, com 74,7 milhões de euros (5,3% do total), e os restantes países, com 26,9 milhões de euros (1,9% do total). Quanto ao número de transações apuradas para estes 3 anos, 95,0% apresentaram comprador com o domicílio fiscal em território nacional (8 620 transações), 3,7% na União Europeia (340) e 1,3% nos restantes países (116). Neste período, o valor das vendas de habitações realizadas no conjunto do País, que envolveram compradores que tinham domicílio fiscal no território nacional, ascendeu a 64,8 mil milhões de euros (89,8% do total), correspondente a 433,0 mil transações (94,5%).

Na RAM e no 4.º trimestre de 2021, registaram-se 980 transações de habitações, +25,0% do que no trimestre homólogo e +11,7% que no trimestre anterior. Por sua vez, o valor dos alojamentos transacionados fixou-se nos 182,2 milhões de euros, crescendo 57,4% face ao mesmo trimestre de 2020 e 27,5% em relação ao trimestre precedente.

No trimestre em referência, as famílias madeirenses adquiriram 850 alojamentos habitacionais, +10,1% e +20,2% que nos trimestres anterior e homólogo. Em valor, as transações desta natureza cifraram-se nos 158,5 milhões de euros, mais 50,2% em relação ao 4.º trimestre de 2020.

 Para mais informação aceda a:

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top