tableaupublic            

"Uma porta aberta para 

um Universo de Informação Estatística"

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Em 2013

Licenciamento e conclusão de obras decrescem

Em 2013, o parque habitacional madeirense foi estimado em 92 810 edifícios e 130 798 alojamentos, tendo registado acréscimos muito pouco expressivos face ao ano anterior (de 0,3% e 0,4%, respetivamente).

O número de edifícios concluídos na RAM ascenderam a 524 edifícios, significando um decréscimo de 6,3% relativamente a 2012. Os fogos concluídos em construções novas para habitação familiar diminuíram 7,8% em 2013 (603 fogos), face a 2012 (654 fogos).

No que diz respeito às obras licenciadas, há a registar uma quebra de 19,2% face a 2012, tendo sido licenciados 265 edifícios. De igual modo, os fogos licenciados também diminuíram 27,6%, fixando-se em 228 fogos em 2013 (315 em 2012).

Imoveis transacionados e prédios hipotecários diminuem enquanto que o crédito hipotecário concedido aumenta

O número de contratos de compra e venda de imóveis registou um decréscimo de 7,2% em 2013 face ao ano anterior, mas o valor médio dos prédios transacionados aumentou de 71 mil euros em 2012 para 84 mil euros em 2013.

No que respeita aos contratos de mútuo com hipoteca voluntária, também se registou um decréscimo no número de contratos celebrados (-7,1%) em 2013, tendo também reduzido o valor médio dos prédios hipotecados em cerca de 6 mil euros (de 177 mil euros em 2012 para 171 mil euros em 2013).

O crédito hipotecário concedido a pessoas singulares por habitante atinge, em 2013, o valor de 154 euros, evidenciando um acréscimo anual de 12,4%.

Aumento do valor dos trabalhos realizados pelas empresas de construção

O valor dos trabalhos realizados pelas empresas de construção da RAM aumentou 22,1% em 2012, devido fundamentalmente ao acréscimo de 44,7% das obras de engenharia civil, que em 2011 tinha registado um decréscimo de 56,6%.

Os trabalhos realizados em edifícios registaram um decréscimo significativo (-17,1%, face a 2011). Este decréscimo foi generalizado aos edifícios residenciais (-32,4%, correspondendo a -16 milhões de euros) e aos edifícios não residenciais (-3,0%, correspondendo a -2 milhões de euros).

Para mais informação aceda a:

 

 

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top