tableaupublic            

"Uma porta aberta para 

um Universo de Informação Estatística"

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Estatísticas da Justiça

Justiça

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Economia da Região Autónoma da Madeira cresce acima da média nacional em 2016 e 2017

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou hoje os resultados das Contas Regionais para os anos de 2016 (finais) e 2017 (provisórios).

A informação final para o ano de 2016 revela que o Produto Interno Bruto (PIB) regional atingiu os 4 400,8 milhões de euros, tendo subido 2,2% em termos reais (ou seja excluindo o efeito da variação de preços) face ao ano anterior. A informação final mostra assim que a economia da RAM teve um crescimento mais robusto que o observado a nível nacional (+1,9%). Os resultados finais de 2016 vêm igualmente confirmar que a economia madeirense entrou efetivamente num ciclo de crescimento positivo, iniciado em 2014, depois de três anos de recuo económico.

Sublinhe-se que a incorporação de informação de caráter final conduziu a uma importante revisão do PIB de 2016 da Região face à informação provisória divulgada no ano passado pelo INE, que colocou a economia da RAM a crescer apenas 0,9%.

A informação provisória para 2017 mostra que o PIB regional para este ano foi estimado em 4 607,7 milhões de euros, tendo, face ao ano anterior, aumentado 4,7% em valor e 3,1% em volume. A variação real e nominal do PIB da RAM ficou, de acordo com esta informação provisória (e que só passará a final daqui por um ano), acima do observado para o país, quer em termos nominais quer em termos reais, pois a variação do PIB em valor e volume a nível nacional fixou-se em 4,4% e 2,8%, respetivamente.

O PIB da RAM ultrapassa assim em 2017 os valores dos anos pré-crise, suplantando o anterior máximo registado em 2008 (4 448,5 milhões de euros).

Note-se que quer em 2016, quer em 2017 há um contributo decisivo do principal ramo de atividade da RAM, o “Comércio, transportes, alojamento e restauração”, cujo Valor Acrescentado Bruto (VAB) cresceu 6,2% e 5,9% em termos nominais, respetivamente.

De referir que o investimento realizado na RAM em 2016 fixou-se nos 547,5 milhões de euros, crescendo de forma marginal (+0,3%) face ao ano anterior, abaixo do observado para o país (+3,5%).

O PIB por habitante, na RAM, em 2017, rondou os 18,1 milhares de euros. No país, este rácio foi de 18,9 mil euros.

Para aquele ano, os índices de disparidade do PIB per capita face à média nacional (PT=100) e face à média da União Europeia (UE28=100) foram de 95,8 e de 73,4, respetivamente.

Quanto ao rendimento disponível bruto das famílias da RAM, o mesmo cresceu 3,1% em 2016, fixando-se em termos per capita nos 11 747 euros, traduzindo um índice de disparidade face à média nacional de 97,4.

Para mais informação aceda a:

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top