tableaupublic            

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Estatísticas da Justiça

Justiça

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Nos anos de 2021 e 2022

Empresas com sede na RAM preveem contratar 3 189 trabalhadores  

O Instituto Nacional de Estatística (INE), em colaboração com a Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP) e a Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciências (DGEEC), realizou, pela primeira vez, o Inquérito à Identificação das Necessidades de Qualificações nas Empresas (IINQE) em todo o território nacional, tendo a recolha de dados na Região Autónoma da Madeira (RAM) ficado a cargo da Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM). 

A recolha eletrónica iniciou-se, conforme planeado, a 13 de março passado, uma semana antes da declaração do estado de emergência e prolongou-se até final de junho. Assim, apesar da taxa de resposta ter sido relativamente elevada (83,0% na RAM; 73,2% a nível nacional), os resultados obtidos devem em certa medida refletir o ambiente excecional que a atividade económica tem enfrentado.

Este inquérito surgiu para responder à necessidade de atualização do “Sistema de Antecipação das Necessidades de Qualificações” (SANQ). A atualização deste sistema visa identificar necessidades de qualificações, áreas e saídas profissionais para a rede de educação e formação, bem como fornecer orientações para a definição de ofertas formativas e atualização do Catálogo Nacional de Qualificações, instrumento de gestão estratégica das qualificações nacionais de nível não superior. Com a realização deste inquérito, procurou-se não só obter resultados que permitissem contribuir para a identificação de necessidades de qualificações de nível não superior (profissional), mas também obter informação sobre necessidades de qualificações requerendo formação superior.

De acordo com os dados apurados através do IINQUE, nos próximos dois anos (2021-2022), as empresas com sede na Região esperam recrutar 3 189 trabalhadores, o que representa 0,9% do total de recrutamento estimado para aquele período, tendo em conta o conjunto do país (345 584 trabalhadores).

88,0% dos trabalhadores a recrutar pelas empresas da RAM referem-se a postos de trabalho na própria Região, sendo que os restantes 12,0% estão distribuídos por 4 regiões do Continente (Norte, Algarve, Área Metropolitana de Lisboa e Centro).

Por outro lado, as empresas com sede no Continente pretendem nos próximos 2 anos recrutar 2 053 trabalhadores para ocuparem postos de trabalho na Região.

Dos trabalhadores a recrutar pelas empresas com sede na RAM, 78,3% deverão ter curso de ensino não superior (profissional), 13,7% deverão possuir curso de ensino superior e para 8,0% não é apontado um nível de qualificação específico. A nível nacional, a distribuição das intenções de recrutamento tendo em conta aqueles três tipos de qualificações é diferente e mais equilibrada comparativamente à da RAM, apresentando, pela mesma ordem, as seguintes percentagens: 49,9%, 32,2% e 17,9%.

Em relação aos mais de 2 mil trabalhadores a recrutar por empresas do Continente na Madeira, 23,8% não deverão ter qualquer tipo de qualificação específico, 49,9% deverão possuir curso de ensino não superior e os restantes 26,3% curso de ensino superior.

IdNecQualEmpresas Infografia

Mesmo em contexto de pandemia, as principais qualificações de nível não superior especificadas pelas empresas nas suas necessidades de recrutamento foram “Empregado restaurante/bar” (12,9% do total de trabalhadores a recrutar com este nível de qualificação), “Técnico de comércio” (8,3%), “Técnico de receção” (5,9%) e “Cozinheiro” (5,7%). Para o conjunto do país, as duas qualificações mais procuradas são coincidentes com as da RAM, mas de expressão menor: “Empregado restaurante/bar” (9,0%) e “Técnico de comércio” (6,4%).

Por sua vez, os cursos de ensino superior dominantes nas intenções de recrutamento das empresas da Região são da área comercial, nomeadamente “Gestão comercial e vendas” (23,1%) e “Comércio e gestão de negócios de moda” (10,6%). Destaque também para “Engenharia elétrica e eletrónica” (5,6%). No país, os cursos mais procurados são ligeiramente diferentes face à RAM: “Engenharia informática, de computadores, telecomunicações e sistemas de informação” (11,5%), “Engenharia de software e sistemas de informação” (6,7%) e “Gestão comercial e vendas” (6,3%), havendo semelhança entre o País e a Região apenas neste último curso, embora apresentando um peso substancialmente inferior em termos nacionais.

Em 2020, 59,8% das empresas da RAM indicaram como motivo para os recrutamentos previstos a expansão da atividade, surgindo a substituição de mão-de-obra (33,6%) numa segunda posição. No país, aquela razão foi também a mais apontada para justificar os recrutamentos previstos, rondando os 60,4%.

A grande maioria das empresas da Região (82,6%) referiram não ter dificuldades ao nível de recrutamento de trabalhadores, percentagem semelhante à do País (82,0%).


Para mais informação aceda a:

 

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top