tableaupublic            

"Uma porta aberta para 

um Universo de Informação Estatística"

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

No 1º trimestre de 2013

Atividade da rede Multibanco regista quebra nos principais indicadores

Os dados fornecidos pela Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS) para o 1º trimestre de 2013 mostram que na RAM, os montantes relacionados com levantamentos em caixas em Multibanco caíram 1,2% face ao período homólogo, enquanto que as compras através de terminais de pagamento automáticos (TPA) quebraram 6,0%. Já os pagamentos registaram uma redução homóloga de 4,1%.

Desagregando os levantamentos em nacionais e internacionais, é de assinalar que enquanto os primeiros desceram 2,4% (totalizando 134,3 milhões de euros no 1º trimestre de 2013), os internacionais observaram um crescimento homólogo de 11,1% (13,8 milhões de euros).

A nível nacional, a redução nos levantamentos foi menos acentuada do que na RAM, diminuindo 0,6%. Nas compras em TPA observou-se tendência semelhante, com o país a observar um decréscimo de 4,2% face ao 1º trimestre de 2012, quebra relativa menos significativa que a observada na RAM.

Passando para uma análise por município no capítulo dos levantamentos, é de referir que as maiores quebras registaram-se no Porto Moniz (-5,4% nos levantamentos nacionais e -0,7% nos internacionais, onde aliás foi o único município a evidenciar uma descida face ao período homólogo). Ponta do Sol e Porto Santo observaram aumentos nos levantamentos nacionais (de 2,5% e 1,9% respetivamente), enquanto São Vicente e Machico foram aqueles onde o crescimento nos levantamentos internacionais foi mais notório (+21,3% e +21,1% em comparação com o 1º trimestre de 2012).

Nas compras através de TPA, os aumentos verificados no Porto Moniz (+10,0%), Ponta do Sol (+9,9%) e São Vicente (+5,1%) não foram suficientes para compensar as quebras registadas nos restantes municípios. É de referir que o Funchal concentra quase três quartos do total de compras através de TPA, pelo que a variação ocorrida no município mais populoso da RAM condiciona a variação global regional. Apesar de no Funchal a diminuição ter sido de 4,8%, os maiores decréscimos em termos relativos observaram-se na Ribeira Brava (-23,2%) e em Santana (-19,7%).

A DRE disponibiliza também a partir de hoje, no seu portal de internet, uma série retrospetiva com a informação da atividade da rede de Multibanco, desde que a mesma passou a constar do Anuário Estatístico Regional.

 

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top