tableaupublic            

"Uma porta aberta para 

um Universo de Informação Estatística"

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Em 2018

Saldo migratório mais positivo não evitou ligeira quebra da população residente na RAM

De acordo com as Estimativas da População Residente, em 31 de dezembro de 2018, residiam na Região Autónoma da Madeira (RAM) 253 945 pessoas, das quais 118 585 homens e 135 360 mulheres. Apesar de mais suavizada, manteve-se, assim, a tendência de decréscimo populacional encetada em 2011, significando uma redução de 423 pessoas face a 2017 e uma taxa de crescimento efetivo negativa, de -1,7‰ (-2,0‰ em 2017).

O saldo natural negativo (-811), que traduz um número de óbitos superior ao de nascimentos, foi determinante para a evolução que a população residente da Região apresenta em 2018, pois apesar do saldo migratório voltar a ser positivo (+388), impulsionado pelo regresso dos emigrantes da Venezuela à RAM, o mesmo não foi de dimensão suficiente para contrabalançar o valor do saldo natural que constitui o segundo valor mais baixo desta década (-993 em 2014). Porém, o aumento do número de óbitos (+216) e o decréscimo no número de nascimentos (-41), face a 2017, revelaram-se determinantes no acentuar do saldo natural negativo na Região.

À exceção dos municípios de Santa Cruz (7,4‰) e do Porto Santo (0,6‰) todos os restantes municípios da RAM apresentaram taxas de crescimento efetivo negativas, tendo-se observado os maiores decréscimos populacionais nos municípios de Machico, Santana  e Porto Moniz (-8,8‰, -8,6‰ e -8,5‰, respetivamente).

 GR Demo2018 PT

Em 2018, a densidade populacional da RAM era de 316,8 habitantes por Km2. O Funchal foi o município a registar o maior valor (1 366,5 Hab/Km2), contrastando com o Porto Moniz, que apresentava o valor mais baixo (28,3 Hab/Km2).

A proporção de jovens (população com menos de 15 anos) continuou a diminuir em 2018, representando 13,5% da população total (13,9%, em 2017). A proporção de idosos (população com 65 ou mais anos) manteve também a tendência crescente dos últimos anos, atingindo 16,7% da população residente (16,4%, em 2017). Em consequência, o índice de envelhecimento continuou a aumentar, fixando-se em 123,6 pessoas idosas por cada 100 jovens (117,8 em 2017). Os valores mais elevados deste indicador registaram-se em São Vicente (253,5), Santana (243,9) e Porto Moniz (224,5); os valores mais baixos foram observados em Santa Cruz (71,0) e Câmara de Lobos (77,2).

Em 2018, diminuiu ligeiramente o número médio de filhos por mulher, traduzido pelo índice sintético de fecundidade, situando-se em 1,15 filhos por mulher (1,16 em 2017).


Para mais informação aceda a:

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top