tableaupublic            

"Uma porta aberta para 

um Universo de Informação Estatística"

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

DREM  divulga hoje no seu portal de internet a publicação “Estatísticas da Saúde de Região Autónoma da Madeira 2018” e a “Série Retrospetiva da Saúde 1979-2018”

A DREM divulga hoje no seu portal a publicação “Estatísticas da Saúde de Região Autónoma da Madeira 2018”, que compila um conjunto de dados estatísticos sobre a Saúde na Região Autónoma da Madeira (RAM), segmentada em diferentes capítulos, como sejam: Pessoal de Saúde, Hospitais, Unidades de Cuidado de Saúde Primários, Farmácias, Vacinação, Partos e Mortalidade por Causas de Morte. A par da divulgação desta publicação, a DREM divulga também a “Série Retrospetiva da Saúde 1979-2018”.

Apesar desta publicação ter como referência o ano de 2018, a informação que integra o capítulo das Unidades de Cuidado de Saúde Primários apenas diz respeito a 2016 e 2017, não contemplando por isso os dados de 2018.  Estes sucessivos atrasos estão relacionados com a  criação do Agrupamento de Centros de Saúde da Região Autónoma da Madeira (ACES), realizada em 2016 por via da aplicação da Portaria n.º 124/2016 de 31 de março, que determinou uma nova estrutura organizacional dos cuidados de saúde primários da RAM, criando alguns constrangimentos no processo de recolha dos dados e consequentemente na sua divulgação.

Faz-se notar  ainda que a informação das Unidades de Cuidado de Saúde Primários  (2016 e 2017) está a ser disponibilizada pela primeira vez nesta edição, ao contrário dos restantes capítulos, cuja divulgação já ocorreu anteriormente, de forma autónoma ao longo de 2019, à medida que a respetiva informação foi sendo apurada.

Destacam-se os principais resultados:

 

Pessoal de Saúde  (2018)

  • Em 2018, na RAM estavam inscritos na Ordem dos Médicos 1 080 médicos, mais 48 (+4,7%) que no ano anterior (1 032 médicos). Em média, existiam na RAM 4,3 médicos por mil habitantes (4,1 em 2017).
  • A 31 de dezembro de 2018, na RAM estavam inscritos na respetiva ordem 201 médicos dentistas, mais 4,1% que em 2017 (193).
  • Em 2018, de acordo com a Ordem dos Enfermeiros, exerciam a sua atividade na RAM 2 272 enfermeiros, mais 2,3% que em 2017 (2 221). O número de enfermeiros per capita fixou-se em 8,9 enfermeiros por cada 1 000 habitantes (8,7 em 2017).
  • O número de farmacêuticos inscritos na respetiva Ordem, a exercer a atividade na RAM, diminuiu para 234 profissionais, menos 1 face a 2017. O número de farmacêuticos por mil habitantes situou-se em 0,92.

 

Estabelecimentos de Saúde

   Hospitais (2018)

  • Em 2018, existiam 9 hospitais na RAM: 3 oficiais e 6 particulares.
  • Contabilizaram-se 1 846 camas nos hospitais da RAM, correspondendo a um rácio de 7,3 camas por 1 000 habitantes (7,1 em 2017).
  • No final de 2018, o pessoal ao serviço nos hospitais era constituído por 467 médicos e 1 195 enfermeiros.
  • Foram realizadas 295,2 mil consultas médicas na unidade de consulta externa dos hospitais, valor inferior ao de 2017 (309,1 mil consultas). Esta redução verificou-se essencialmente no sector privado, dado que no sector público o número de consultas até cresceu. A denúncia da convenção do ADSE por parte de alguns médicos bem como a diminuição de dias de trabalho para a realização de consultas médicas foram razões apontadas por alguns privados para o decréscimo verificado.
  • Esta redução verificou-se essencialmente no sector privado, dado que no sector público o número de consultas até cresceu. A saída de alguns médicos da convenção com ADSE e a redução de dias de consulta foram razões apontadas por alguns privados para a diminuição verificada.
  • O número de internados fixou-se em 25,8 mil indivíduos (25,1 mil em 2017), correspondendo a 550,8 mil dias de internamento.
  • Foram efetuadas cerca de 32,4 cirurgias (exceto pequenas cirurgias) por dia nos hospitais da RAM.
  • Foram atendidas nas urgências dos hospitais da RAM 118,3 mil pessoas (122,5 mil em 2017).

 

Unidades de Cuidado de Saúde Primários (2017)

  • Em 2017, existiam na RAM 7 centros de Saúde, compostos por 47 unidades funcionais (1 dos quais com internamento e 8 com serviço de atendimento urgente). Todos os 7 Centros de Saúde ofereciam serviço domiciliário.
  • O pessoal ao serviço era constituído por 1 569 pessoas, das quais 191 médicos e 549 enfermeiros.
  • Foram efetuadas 337 319 consultas médicas no ambulatório nas UCSP, contra as 341 510 realizadas em 2016, significando uma quebra de 1,2%.
  • Nos serviços de atendimento urgente foram observados 130 705 utentes em 2017, valor abaixo (-4,6%) do registado em 2016 (137 074 utentes).

  

 Farmácias (2018)

  • Em 2018 existiam na RAM 65 farmácias, 1 posto farmacêutico móvel e 18 locais de venda de medicamentos não sujeitos a receita médica (valores iguais ao ano anterior). Em média, a RAM dispunha de 26 farmácias por 100 mil habitantes.

 

Vacinação (2018)

  • Em 2018, na RAM foram administradas a residentes na Região 105 014 inoculações, significando um aumento de 12,4% face a 2017 (93 429 inoculações).  
  • No âmbito do Plano Regional de Vacinação (PRV) administraram-se 56 516 inoculações, traduzindo um crescimento de 14,7% face a 2017 (49 289). No modo Extra PRV as inoculações ascenderam a 48 498 inoculações, +9,9% do que em 2017 (44 140).
  • Considerando o tipo de vacina, a taxa de cobertura vacinal na RAM variou, em 2018, entre os 10,6% (vacina contra a tuberculose) e os 99,6% para as vacinas administradas no primeiro ano de vida, e entre os 97,2% e os 99,0% para as aplicadas durante o segundo ano de vida. Aos 6 anos, a referida taxa estava compreendida entre os 95,9% e os 97,2% e aos 11 anos entre os 82,9% e os 96,7%.

 

Partos (2018)

  • Em 2018, foram realizados 1 898 partos em parturientes residentes na RAM, significando um decréscimo de 2,0% face a 2017 (1 936 partos), 28 dos quais gemelares.
  • 79,9% dos partos foram de mães com idade entre os 25 e os 39 anos (1 517 partos).

 

Mortalidade por Causas de Morte (2018)

  • Em 2018, ocorreram 2 730 óbitos de residentes na RAM, o que correspondeu a um aumento de 8,6% face a 2017 (2 514 óbitos).
  • As doenças do aparelho circulatório mantiveram-se como a principal causa básica de morte na RAM, com registo de 788 dos óbitos em 2018, 28,9% do total (27,4% em 2017).
  • Os tumores malignos voltam a posicionar-se como segunda causa básica de morte na Região, com registo de 595 óbitos em 2018, equivalendo a 21,8% da mortalidade na Região (23,4% em 2017).
  • As mortes causadas por doenças do aparelho respiratório foram a terceira causa básica de morte em 2018, registando 516 óbitos, 18,9% do total de mortes observadas na Região (18,5% em 2017).

Para mais informação aceda a:

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top