tableaupublic            

"Uma porta aberta para 

um Universo de Informação Estatística"

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

A DREM  divulga hoje no seu portal a publicação “Estatísticas da Saúde de Região Autónoma da Madeira 2017” e a “Série Retrospetiva da Saúde 1979-2017

A DREM divulga hoje no seu portal a publicação “Estatísticas da Saúde de Região Autónoma da Madeira 2017”, que compila um conjunto de dados estatísticos sobre a Saúde na Região Autónoma da Madeira (RAM), segmentada em diferentes capítulos, como sejam: Pessoal de Saúde, Hospitais, Farmácias, Vacinação, Partos e Mortalidade por Causas de Morte. A par da divulgação desta publicação, a DREM divulga também a “Série Retrospetiva da Saúde1979-2017”, ampliada com novos indicadores, sobre vacinação, interrupções voluntárias da gravidez, partos, morbilidade e mortalidade por causas de morte.

Apesar da informação divulgada nesta publicação se referir maioritariamente ao ano de 2017, o capítulo da Mortalidade por Causas de Morte contém também informação de 2016, já que não foi possível a sua integração na publicação de 2016, devido ao facto dos respetivos dados não terem sido disponibilizados pela entidade responsável (Direção Geral de Saúde) em tempo útil.

Faz-se notar ainda que o capítulo dos Hospitais (dados de 2017) está a ser disponibilizado pela primeira vez nesta edição, ao contrário dos restantes capítulos que já foram divulgados anteriormente, de forma autónoma e ao longo de 2018, à medida que a respetiva informação foi sendo apurada.

Destacam-se os principais resultados:

Pessoal de Saúde  (2017)

  • Em 2017, na RAM estavam inscritos na Ordem dos Médicos 1 032 médicos, mais 64 (+6,6%) que no ano anterior (968 médicos). Em média, existiam na RAM 4,1 médicos por mil habitantes (3,8 em 2016).
  • A 31 de dezembro de 2017, na RAM estavam inscritos na respetiva ordem 193 médicos dentistas, mais 14 que em 2016 (179).
  • Em 2017, de acordo com a Ordem dos Enfermeiros, exerciam a sua atividade na RAM 2 221 enfermeiros. O número de enfermeiros per-capita fixou-se em 8,7 enfermeiros por cada 1 000 habitantes.
  • O número de farmacêuticos inscritos na respetiva Ordem, a exercer a atividade na RAM, aumentou, em 2017, 2,6% face a 2016 (229), situando-se em 235 profissionais. O número de farmacêuticos por mil habitantes situou-se em 0,9, valor igual ao de 2016.

Estabelecimentos de Saúde

   Hospitais (2017)

  • Em 2017, existiam 9 hospitais na RAM: 3 oficiais e 6 particulares.
  • Contabilizaram-se 1 801 camas nos hospitais da RAM, correspondendo a um rácio de 7,1 camas por 1 000 habitantes.
  • Foram realizadas 309,1 mil consultas médicas na unidade de consulta externa dos hospitais, valor superior ao de 2016 (298,2 mil consultas).
  • O número de internados fixou-se em 25,1 mil indivíduos (25,7 mil em 2016), correspondendo a 546,8 mil dias de internamento.
  • Foram efetuadas cerca de 29,1 cirurgias (exceto pequenas cirurgias) por dia nos hospitais da RAM.
  • Foram atendidas nas urgências 122,5 mil pessoas (132,5 mil em 2016).

   Farmácias (2017)

  • Em 2017 existiam na RAM 65 farmácias, 1 posto farmacêutico móvel e 18 locais de venda de medicamentos não sujeitos a receita médica (valores iguais ao ano anterior). Em média, a RAM dispunha de 26 farmácias por 100 mil habitantes.

Vacinação (2017)

  • Em 2017, na RAM foram administradas a residentes na Região 93 429 inoculações de 38 tipos de vacinas, 49 289 no âmbito do Plano Regional de Vacinação (PRV) e 44 140 no Exta PRV.
  • Considerando o tipo de vacina administrada e excluindo a vacina contra a tuberculose, que desde 2016 é recomendada apenas para grupos de risco, a taxa de cobertura vacinal na RAM variou, em 2017, entre os 97,8% e os 98,9%, para as vacinas administradas no primeiro ano de vida, e entre os 97,3% e os 98,7%, para as aplicadas durante o segundo ano de vida. Aos 6 anos, a referida taxa estava compreendida entre os 94,6% e os 98,4% e aos 11 anos entre os 77,1% e os 92,4%.

Partos (2017)

  • Em 2017, contabilizaram-se 1 936 partos de parturientes residentes na RAM, significando um acréscimo de 6,0% face a 2016 (mais 110 partos), 25 dos quais gemelares.
  • 77,4% dos partos foram de mães com idade entre os 25 e os 39 anos.

Mortalidade por Causas de Morte (2016 e 2017)

  • Em 2017, ocorreram 2 514 óbitos de residentes na RAM, o que correspondeu a uma diminuição de 3,8% face a 2016 (2 614 óbitos).
  • Em 2017, as doenças do aparelho circulatório constituíram a principal causa básica de morte na RAM, com registo de 689 dos óbitos, ou seja, 27,4% do total (28,1% em 2016).
  • Os tumores malignos constituíram-se como a segunda causa básica de morte na RAM em 2017, com registo de 588 óbitos, o que correspondeu a 23,4% da mortalidade na Região (21,5% em 2016). Evidenciam-se os óbitos por tumor maligno da laringe e traqueia/brônquios/pulmão, que vitimaram 109 pessoas (4,3% do total de óbitos).
  • As mortes causadas por doenças do aparelho respiratório foram a terceira causa básica de morte em 2017, registando 465 óbitos, isto é, 18,5% do total de mortes observadas na Região (20,3% no ano precedente). Destacam-se as pneumonias, que resultaram em 290 óbitos, 11,5% do total de óbitos.

 

Para mais informação aceda a:

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top