tableaupublic            

"Uma porta aberta para 

um Universo de Informação Estatística"

Menu

Portal de Estatísticas Oficiais

tableaupublic            

Newsletters

Não perca tempo, subscreva já as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Subscrever

Subscreva as nossas newsletters:

Estatísticas da Justiça

Justiça

Newsletters

Não perca tempo. Subscreva as nossas newsletters e passe a receber informação na hora...

Nos últimos três trimestres de 2020

7,7% da população empregada da Região esteve em teletrabalho

A Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM) volta a divulgar mais alguns resultados para a Região Autónoma da Madeira (RAM) do módulo ad hoc de 2020 do Inquérito ao Emprego sobre “Trabalho a partir de casa”. Note-se que no 2.º trimestre de 2020 foi adicionado um conjunto de questões ao Inquérito ao Emprego com o objetivo principal de estimar o número de empregados a trabalhar a partir de casa e, entre estes, quantos o faziam em regime de teletrabalho. A população-alvo deste módulo para a RAM é composta pela população empregada, estimada em 122,7 mil pessoas nos três últimos trimestres de 2020 (valor médio).

No período de abril a dezembro de 2020, 7,7% da população empregada da Região esteve em teletrabalho, valor inferior à média nacional (15,6%) e ao registado por qualquer das restantes regiões NUTS II. A Área Metropolitana de Lisboa (AML), a única região a superar a média do país, registou a proporção mais elevada (27,9%). A R. A. Açores (RAA) apresentou a 2.ª proporção mais baixa, valor ligeiramente acima da média da RAM, situando-se nos 8,3%. O Norte (12,2%), o Centro (10,6%), o Algarve (10,3%) e o Alentejo (10,0%) apresentaram igualmente percentagens inferiores à média nacional.

A população empregada da RAM que se encontrava em teletrabalho nos três últimos trimestres de 2020 representava apenas 1,3% do total nacional, valor igual ao observado para a RAA. Ao invés, a AML (47,8%) e o Norte (27,9%) concentraram praticamente três quartos da população empregada em teletrabalho no país.

Neste período, 8,3% da população urbana empregada da RAM encontrava-se em teletrabalho, valor substancialmente inferior à média nacional (18,9%) e o mais baixo comparativamente às restantes regiões NUTS II. Note-se que esta proporção supera em 0,6 pontos percentuais a observada para o total da Região (7,7%).

 Teletrabalho PT

 

Para mais informação aceda a:

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Cooperação Estatística Internacional

MAC14 20

Literacia Estatística

formation3

Literacia Estatística

formation3
Go to top